2012/10/04

"Amar demais, é doidice,
Amar de menos, maldade".
Palavras de um fado, ao som de Cabelo branco é saudade (Alfredo Marceneiro).

10 comentários:

  1. Quando se ama, não há meios termos...

    ResponderEliminar
  2. @Arrakis
    também concordo, mas as palavras do fado são muito bonitas e fazem algum sentido :)
    abc

    ResponderEliminar
  3. @Alex
    Dou-te a mesma resposta então :)
    abc

    ResponderEliminar
  4. é preciso o equilíbrio, mas saberemos nós onde se encontra?!?!?!

    Abraço-te

    ResponderEliminar
  5. @Abraço-te
    Eu costumo seguir o meu coração, e essa costuma ser a minha bitola :)
    abc

    ResponderEliminar