2012/12/15

O presente de Natal do Pinguim
Porque é assim que o vejo, como um exemplo, uma pièce de résistance.


Ao som de Adieu tristesse (Arthur H.).

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Também penso que lhe fica bem :)
      bjs

      Eliminar
  2. E um grande elogio também :)
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É absolutamente essa a intenção :)
      abc

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Esta é do Pinguim. Tu terás a tua, a seu tempo :)
      abc

      Eliminar
  4. Muito bem escolhida, sem dúvida!
    Abraço :3

    ResponderEliminar
  5. Não sei como te agradecer...
    É linda, é a mais linda de todas, e como a do Arrakis também pode ser vestida por mim e pelo Déjan.
    Um imenso obrigado.

    ResponderEliminar
  6. Ainda bem que gostaste.
    Também a acho linda e estava ansioso por saber a tua reacção :)
    E depois das tuas palavras ainda passou a fazer mais sentido.
    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Olhando para aquelas palavras, de facto, só podia ser o Pinguim. Consigo arranjar-lhe tantas correlações, desde as origens dele, da guerra colonial, da sua vida no ensino, da relação com o Déjan... Sad, foi literalmente na muche!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu pensei em algumas; ele encontrou outras; cada um que lê descobre mais algumas.
      É der facto a t-shirt dele :)
      Abc

      Eliminar